Pena de morte 

A exposição “Morte à morte, 150 anos de abolição da pena de morte em Portugal 1867-2017” decorre no átrio principal da Assembleia da República. Quem por estes dias passar diante do Parlamento poderá ver uma enorme faixa negra desfraldada de alto abaixo no lado esquerdo da frontaria do edifício.

Ironia dos nossos tempos esta efeméride é proclamada e assinalada com todas as honras políticas enquanto a mesma Assembleia se empenha em promover novas formas de condenação à morte, entre elas a eutanásia, na ordem do dia, e o aborto, legalizado há 10 anos.

O Parlamento deveria reunir no seu seio uma verdadeira elite moral e intelectual da Nação. Lamentavelmente em muitas circunstâncias é apenas uma sombra disso. Congratulamo-nos, no entanto, por Portugal ter sido o 1º país do mundo a abolir a pena capital.